quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

"Descobrindo a Amazônia"

Ganhamos 1o. lugar no Rio de Janeiro num concurso promovido pelo governo federal " Descobrindo a Amazônia" com essa animação abaixo  e a participação de 12 alunos do 7o. ano. Fomos a  Brasília e a Amazônia. O vídeo foi produzido numa parceria da professora de Artes Janete Bloise em suas aulas e da Prof. Sandra Regina:









quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Guerra e Paz

  Inspiração na Guernica de Picasso e em Guerra e paz de Portinari criamos um vídeo com mensagens de paz e 7 painéis como Picasso fez sobre Guernica, motivados pelos episódios de violência no Morro da Providência, comunidade próxima a escola, onde muitos alunos residem


quarta-feira, 14 de outubro de 2015

SIMETRIA - Máscaras africanas


Simetria bilateral, mais um trabalho desenvolvido pelas professoras de Artes- Janete Bloise e matemática Kyelce Meyer - nos 7o.s anos



domingo, 23 de agosto de 2015

MANDALA DE FRUTAS

SAÚDE E ALIMENTAÇÃO 

O USO DE FRUTAS PARA MANTER NOSSA VIDA EQUILIBRADA.
 Durante a campanha da escola  " semana do autocuidado " idealizamos e criamos um vídeo de uma aula onde comemos muitas frutas, depois de montarmos mandalas DE FRUTAS.
AS MANDALAS FORAM CRIADAS, FOTOGRAFADAS E COMIDAS NA ELETIVA DE "ILUSTRAÇÕES CRIATIVAS"


Drogas Não

UM CAMINHO SENSÍVEL, MUSICAL!

Através da música os alunos do nosso Ginásio Carioca Rivadávia Corrêa, nas aulas de Artes e Projeto de vida, criaram essa linda animação:

Prevenção ao uso das drogas

"Um amor Surreal livrou o personagem das drogas", é o que mostra essa animação idealizada, animada, dublada e editada nas aulas de Projeto de Vida com Artes:


Planeta Sustentável - Falta de Água

Mascotes  da água do planeta  criados pela turma 1701

terça-feira, 14 de julho de 2015

Espiral de Teodoro

ARTEMÁTICA
Animações criadas nas aulas de artes, a partir do conteúdo trabalhado nas aulas de matemática





domingo, 1 de março de 2015

Rio 450 anos

Cidade Glamourosa



Paródia da marchinha "Cidade Maravilhosa" que no ano de 2015 completa 80 anos, juntamente com o aniversário da cidade do Rio de Janeiro- 450 anos. Trabalho interdisciplinar entre Português, Música e Artes Visuais, mostrando o trabalho de fevereiro de 2015 do Ginásio Carioca Rivadávia Corrêa desde o acolhimento.

terça-feira, 20 de maio de 2014

QUADRADO PERFEITO

INTERDISCPLINARIDADE
Trabalhando Artes e Matemática

Criamos animações a partir de criações desenvolvidas nas aulas de artes, inspiradas no quadrado perfeito que demostra área e raízes exatas nas aulas de matemática

ASSISTAM AOS NOSSOS VÍDEOS DAS TURMAS 1901 E 1902:




CARTOLA

Sorrindo com Cartola, uma homenagem a essa personalidade negra que tanto contribuiu para a Música Brasileira.

Animação desenvolvida a partir de fotografias recortadas e música gravada na escola com professores de música e alunos cantando e tocando.

Assistam:


AFRICANIDADES

Trazendo para a sala de aula e valorizando a cultura afro brasileira.

Fomos selecionados com essa animação para o ANIMA MUNDI 2014, parabéns aos nossos alunos!!!!

Assitam:




TIRANDO A DROGA DE CENA

GANHAMOS 1o. lugar no concurso do ensino fundamental

Parabéns alunos, nossa premiação será no ODEON no dia 29 de maio de 2014!!!!!

Esperamos todos lá!

Assistam a nossa animação:

domingo, 6 de abril de 2014

ESCOLA MUSEU - aula-passeio

Livro mostrando sete visitas culturais feitas no 2o. semestre de 2013. A Turma 1702 foi a contemplada resultando numa união maior entre os alunos e numa motivação maior em sala de aula!
A cultura nos esperando na janela e a gente indo à casa dela!
Foi delicioso, obrigada ao educativo dos museus e a Extensividade!!!!!



Raiz quadrada -

Animação stop-motion dos trabalhos de Artemática  que ajudam no aprendizado da raiz quadrada, utilizando o quadrado perfeito e a espiral de Teodoro.Assistam o vídeo:


Carnaval 2014

Carnaval 2014 - BLOCO DO BIGODE GROSSO no Gec Rivadávia Corrêa
Criamos uma festa bem legal, com animação e concursos. O resultado foi um monte de fotos descontraídas, inspiradas no Bigode Grosso e no bloco do Sargento Pimenta. trazendo o SOL e a luz para 2014. Assistam o vídeo e entrem no clima


quarta-feira, 12 de março de 2014

Fração

Fração porcentagem e Pizza

Cartazes do  7o. ano criados na aula de Artes motivados pela divisão de uma pizza, elaboração de um texto descrevendo  a fração e porcentagem dos pedaços comidos e dos que sobraram.


DEPOIS DOS TRABALHOS PRONTOS CRIAMOS UM VÍDEO EXPOSITIVO!
ASSISTAM:










domingo, 13 de outubro de 2013

Dia dos Mortos

                              CULTURA MEXICANA


No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de novembro. Começa no dia 31 de outubro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Fiéis Defuntos e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. A UNESCO declarou-a como Patrimônio da Humanidade .As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis. Há relatos que os astecasmaiaspurépechasnáuatles e totonacaspraticavam este culto. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais se realizavam nestas civilizações pelo menos há três mil anos. Na era pré-hispânica era comum a prática de conservar os crânios como troféus, e mostrá-los durante os rituais que celebravam a morte e o renascimento.
 

O festival que se tornou o Dia dos Mortos era comemorado no nono mês do calendário solar asteca, por volta do início de agosto, e era celebrado por um mês completo. As festividades eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como a "Dama da Morte" (do espanhol: Dama de la Muerte) - atualmente relacionada à La Catrina, personagem de José Guadalupe Posada - e esposa de Mictlantecuhtli, senhor do reino dos mortos. As festividades eram dedicadas às crianças e aos parentes falecidos.

É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar seus parentes. Ela  festejada com comida, bolos, festa, música e doces preferidos dos mortos, os preferidos das crianças são as caveirinhas de açúcar. As rimas são epitáfios humorísticos, de pessoas aunda vivas, normalmente dedicadas às pessoas públicas, como políticos e personalidades Os Mexicanos acreditam que no dia 01 e 02 de novembro os morto os visitam, por isso fazem altares enfeitados com flores, caveiras, colocam comidas (caveiras de açúcar e o famoso pão dos mortos) e também colocam fotos dos entes falecidos.
Veja agora alguns símbolos:

Caveiras de doce. Têm escritos os nomes dos defuntos (ou em alguns casos de pessoas vivas, em forma de brincadeira que não ofende em particular o aludido) na frente. São consumidas por parentes e amigos.

Pan de muerto (do espanhol: pão de morto). Prato especial do Dia dos Mortos. É um pão doce enfeitado com diferentes figuras, desde simples formas redondas até crânios, adornados com figuras do mesmo pão em forma de osso polvilhado com açúcar.

Flores. Durante o período de 1 a 2 de novembro as famílias normalmente limpam e decoram as tumbas com coloridas coroas de rosas, gira-sóis, entre outras, mas principalmente de margaridas, as quais acredita-se atrair e guiar as almas dos mortos. Quase todos os sepulcros são visitados.

A oferenda e as visitas. Acredita-se que as almas das crianças regressam de visita no dia 1º de novembro, e as almas dos adultos no dia 2. No caso de não poder visitar a tumba, seja porque a tumba não exista, ou a família esteja muito longe para visitá-la, também são feitos altares nas casas, onde se põe as ofertas, que podem ser pratos de comida, o pan de muerto, jarras de água,mezcal, tequila, pulque ou atole. cigarros e inclusive brinquedos para as almas das crianças. Tudo isto se coloca junto com retratos dos defuntos rodeados de velas.








  

 textos pesquisados e retirados dos sites:

http://cerejadeneve.com/tag/dia-de-los-muertos/

http://confrariadosmortos.blogspot.com.br/2011/12/tattoo-dia-dos-mortos.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_dos_Mortos


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

ENREDO

Como criar um enredo?

vejam o texto abaixo com muitas dicas de como escrever um enredo antes de fazer sua historia em quadrinhos e todos os segredos:

http://beatnupproject.nostaljia.eng.br/como-criar-um-enredo/

Neste artigo vamos falar um pouco sobre criação do enredo de um jogo, também conhecido como trama, podendo ser definido como base/esqueleto da narrativa.
Um enredo pode ser criado para um jogo, para um filme, para um livro, para uma história em quadrinhos, e pode ser adaptado para outras mídias caso necessário.
Enredo segundo a wikipedia é um“encadeado de ações executadas ou a executar pelos personagens numa ficção, a fim de criar sentido ou emoção no espectador.”, a frase deixa claro que uma sequencia deve existir, então:
Toda estória tem que ter um início, um meio e um fim.
O objetivo inicial de um enredo é garantir o entretenimento, criar um efeito emocional, envolver o jogador. A partir de uma idéia inicial podemos responder algumas perguntas clássicas:
O quê?
Quem?
Quando?
Onde?
Porque?
Como?
Não necessariamente nessa mesma ordem. Explicaremos sinteticamente as perguntas acima.
O que?
O fato que será narrado o objetivo inicial, a motivação para o personagem sair de casa.
Matrix: uma sensação de que existe algo maior, a busca por algo mais.
Resident Evil 4
Resident Evil 4 - Quem precisa de roteiro quando se pode estourar cabeças de zumbis?
Quem?
Quais são os personagens principais, quais suas motivações, porque estão reunidos em uma equipe, tudo isso tem que ser condizente com a situação.
Matrix: Neo, Morpheu, Trinity.
Quando?
A ambientação, a época em que a estória acontece, como exemplos: atual, futuro, medieval, velho oeste. Existem “n” ambientações a escolher, escolha com sabedoria, não escolha por modismo. Se for viagem no tempo o quando fica complicado né?
Matrix: realidade atual e alternativa.
Onde?
O local onde a ação acontece. Qual planeta? Qual país? Qual estado ? Qual cidade? Algumas estórias permitem diversos locais diferentes.
Matrix: Nova York, na terra e a Matrix.
Porque?
Porque a situação chave descrita em “oque” aconteceu? O que veio antes, qual sua causa? Qual o contexto em que a estória está colocada?
Matrix: domínio das máquinas inverte a realidade, tornando o real , irreal.
Como?
Como os personagens reagem ao “fato”, isto normalmente definirá o estilo do jogo, por exemplo, se os personagem se revoltam e fazem justiça com as próprias mãos provavelmente o jogo será de luta/ação.
Matrix: através do Kung fu, armas e carros os personagens passam por diversas situações.
De posse dessas informações iniciais, podemos começar a escrever o enredo em si, a sucessão dos fatos.
Hollywood tem um conceito básico de histórias: 4 passos para o sucesso:
felicidade
1. O momento feliz.
São apresentados os personagens e local.
Os personagens são integrados, se tornam uma equipe. (Quem, quando e onde).

lavar louça
2. O momento triste.
Algo acontece e modifica a situação estável do primeiro momento. Surge um conflito, um problema a ser resolvido, que detona a estabilidade antiga forçando os personagens a buscar a superação.

megan fox guitar hero
3. O Clímax
É a auge da história: a batalha final, o fim do mundo, a busca.

balança
4. A superação
Solução do problema, a derrota do inimigo, o salvamento de Tóquio, o resgate da princesa, o aceite na balança ( :D ).  Aqui também vale o gancho para a próxima estória.
É importante citar que algumas tramas, tem mais de um de cada passo, por exemplo vários conflitos diferentes, vários momentos feliz e etc.
Então temos boa listagem de situações a definir quando iniciamos um roteiro:
O quê?
Quem?
Quando?
Onde?
Porque?
Como?
O momento feliz.
O momento triste
O Clímax
A superação
thank you mario! But our princess is in another castle!
FUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!
Agora vamos fazer uma análise de jogo Mario Bros, lá das antigas:
O que? Browser sequestrou a princesa, Mario parte para o resgate.
Quem? Mario, Luigi, Princesa Peach e Browser.
Quando? Indeterminado.
Onde? Reino do Cogumelo (realidade alternativa?).
Porque? Porque o browser quer traçar a princesa.
Como? Mario de revolta e saiprocurando a princesa de forma aleatória pelos quatros cantos do mundo.
Momento feliz: Mario e princesa juntos, antes do sequestro (não aparece no jogo).
Momento triste: Princesa é sequestrada. Chegar a um castelo sem encontrar a princesa.
O climax: Derrota do broswer e resgate da Princesa.

HISTÓRIA EM QUADRINHOS- COMO FAZER?

Eletiva de HQ Ilustração e animação- DESENHARIVA

Hoje começaremos nossa eletva "DESENHARIVA"e trouxe as dicas de uma desenhista de HQ que já trabalhou em inúmeras revistinhas:EVELYN HEINE retiradas do blog:  http://divertudo.com.br/quadrinhos/quadrinhos-txt.html. Muito legal e proveitoso o queela diz, LEIAM:

Como fazer uma História em Quadrinhos
Dicas de Evelyn Heine 
Um belo dia a professora chega na classe e pede:
— Queridos alunos, quero que vocês façam uma história em quadrinhos sobre um assunto qualquer!
E aí?
Para ajudar, criamos este conjunto de dicas.
É mais fácil do que muita gente imagina. Você vai até se orgulhar do seu talento!
Primeiro, um exemplo prático. Veja:
1. Primeiro quadrinho:
Desenho - Professora na frente da lousa
Balão - Oi, classe! Quero que cada um faça uma história em quadrinhos!
2. Segundo quadrinho:
Desenho - Todos os alunos sentados em suas carteiras com cara de assustados.
Balão geral - OH, NÃÃÃO!
3. Terceiro quadrinho:
Desenho - Close de um menino ou menina (você), cara preocupada.
Balão - E agora?
Viu só?
Qualquer situação pode virar uma historinha legal. Elas estão aí por toda parte, acontecendo de verdade. A gente consegue usá-las à vontade, mudando, colocando piadinhas, exagerando, misturando fatos.
Para facilitar, primeiro faça um ROTEIRO, assim como o exemplo acima, colocando no papel como será a história toda.
Depois, faça as contas!
Isso mesmo. Veja quantos quadrinhos sua história inteira vai ter. Aí tente descobrir de quantas páginas ela precisa.
Exemplo: 12 quadrinhos.
Aí eu posso colocar em 2 páginas, 6 quadrinhos em cada uma.
Dividindo uma folha de sulfite ao meio, posso fazer uma CAPA na primeira página, deixar a história na segunda e terceira, colocar meu nome e série na quarta, a última.

Mas isto é só um exemplo. Algumas professoras já dizem se querem uma página ou apenas uma TIRINHA (história bem curta que é só uma tira mesmo, como as dos jornais).
A “cara” da história
Quando você pensa na disposição e no formato dos quadrinhos, calculando as páginas, está fazendo uma coisa que se chamaDIAGRAMAÇÃO.
“Diagramar” é decidir a forma e o tamanho dos quadrinhos, lembrando que um pode ser o dobro dos outros e ocupar uma tira inteira, por exemplo.

Outro pode ser pequeno, somente com um “som” do tipo “TUM”, “CRÁS”, “NHACT”...
Ai! Não sei desenhar!
Se você acha difícil desenhar ou inventar personagens, não se preocupe. Qualquer coisa que existe pode virar um personagem de quadrinhos. Mesmo bem simples. Basta um par de olhos, duas pernas ou qualquer característica dos seres humanos para “animar” algo que não tem vida.
Quer um bom exemplo? Uma esponja-do-mar virou um dos personagens mais famosos do mundo, não é mesmo? O criador do Bob Esponja foi muito criativo!
Então, comece a observar alguns personagens por aí. Nas propagandas, logotipos de empresas, mascotes de times de futebol...
Outra coisa: não precisa ser um desenho. Você pode fazer uma colagem para criar seu personagem. Um triângulo é o corpo, uma bola é a cabeça. Quem sabe até uma bola de futebol ou de basquete... se for um cara fanático por esportes...
Quando você começar, vai perceber que sua imaginação achará boas idéias.
Mão na massa!
Dica importante: para fazer cada quadrinho, comece pelo texto (balões dos personagens).
Depois faça os desenhos. Sabe por quê? Porque, geralmente, a gente se empolga com o cenário, os personagens, e depois não cabem mais os balões. Fica tudo encolhido e ninguém consegue ler direito.
Outra sugestão:
Se quiser, faça os quadrinhos em papéis já recortados e depois cole-os numa folha preta, deixando espaços iguais entre eles.
Em vez de preta, escolha a cor que preferir, sempre contrastando com a dos quadrinhos para ficar legal.

As letras
Use apenas letrasMAIÚSCULAS.
Capriche bem nas letras para ficarem mais ou menos do mesmo tamanho.
Você pode destacar palavras importantes ou gritos com cores mais fortes, assim como usamos o NEGRITO (N) no computador.
Escreva as letras antes de fazer o balão em torno delas.
Tipos de balões
Onomatopéias
Hein? Isso mesmo: “onomatopéias” são palavras que imitam sons.
Veja algumas delas.
FORA DOS BALÕES:
OU DENTRO DOS BALÕES:
Final da história
O final é muito importante. É o desfecho do seu trabalho. Imagine que todo leitor gosta de uma surpresa no final.
Coloque a palavra “fim” no último quadrinho.
O título
Quando souber como será sua história, invente um título para ela. Lembre-se de deixar espaço no início da primeira página.
Não complique!
Cena complicada demais pra desenhar?
Pense em outra. Sempre há uma solução mais simples...
Frase comprida demais? Tente cortar o que não faz falta.
Finja que está dizendo a mesma coisa, mas com pressa.
Este é um bom truque.
Faça a lápis primeiro.
Assim dá pra mudar algo errado, diminuir o textos, estas coisas.
Dica de Português
Sempre coloque vírgula entre o VOCATIVO e o resto da frase.
Exemplos:
Oi, turma!
Mãe, você deixa eu brincar?
Gente, vamos jogar bola!
Pára com isso, menina!

Vocativo é a pessoa ou pessoas com quem o personagem fala. (Invoca).
Como sei sobre isto tudo?
Aprendi trabalhando. Meu primeiro emprego foi como roteirista de histórias em quadrinhos da Editora Abril, na Redação Disney.
Depois virei redatora e editora de revistas como Pato Donald, Zé Carioca, Tio Patinhas e Mickey. Foi muito gostoso trabalhar com essa “turma”!
E sabe o que mais? Nunca imaginei um emprego assim tão divertido!
Quando eu era pequena, lia muitas histórias em quadrinhos e adorava, mas não pensava que meu passatempo pudesse ser um serviço.

Aqui vai um conselho, então: observe o que deixa você muito feliz e transforme isso em seu jeito de ganhar a vida.
Você vai ter sucesso e disposição para trabalhar a vida toda.


TAMBÉM NO BLOG MILA JOGOS VOCE PODE CRIAR SUA PROPRIA HISTORINHA PARA TREINAR COM PERSONAGENS JÁ PRONTOS, IMPRIMIR E DEPOIS CRIAR OS SEU PERSONAGENS, EXPERIMENTE: